Foi aberta ao público, em abril deste ano, a visitação à réplica da Gruta de Chauvet, uma das mais ricas em arte rupestre que se tem notícia. Situada ao sul da França, próxima ao rio Ardèche, a réplica fica a menos de um quilômetro da gruta original, descoberta em 18 de dezembro de 1994 por Jean-Marie Chauvet, Christian Hillaire e Eliette Brunela. Seu interior contém mais de mil desenhos e pinturas, considerados os mais bem conservados de seu período, estimado em mais de 32.000 anos de idade. O alto grau de preservação de seu conteúdo pictórico deveu-se a um deslizamento de terra ocorrido há cerca de 20 000 anos, que […]